Buritis Agora - Notícias de Buritis e região

Rainha Elizabeth II é colocada sob supervisão médica; família é convocada.

Palácio de Buckingham afirma que médicos estão preocupados com estado de saúde da monarca, de 96 anos. Filhos e netos da rainha viajaram até o palácio de Balmoral, na Escócia, onde Elizabeth II está

pronatec.pro.br

08/09/2022 17h58 - atualizado em 08/09/2022 17h59

A rainha Elizabeth II do Reino Unido foi colocada sob supervisão médica após sua equipe de saúde expressar preocupação com seu quadro, informou nesta quinta-feira (8) o Palácio de Buckingham.

 

Segundo um comunicado oficial, a monarca, de 96 anos, está confortável, mas médicos estão preocupados com seu estado de saúde. Membros da família real foram chamados para ir ao palácio de Balmoral, na Escócia, residência de férias onde Elizabeth II está há mais de uma semana.

Os filhos da rainha - o príncipe Charles, herdeiro do trono, Andrew, Anne e Edward, além de William, seu neto, viajaram nesta quinta-feira para o palácio de Balmoral, na Escócia, onde a rainha está. As duquesas Catherine, mulher de William, e Camila, casada com Charles, também foram ao castelo. Camila inclusive desmarcou um evento oficial que tinha em Londres nesta manhã.

A nova primeira-ministra do Reino Unido, Lis Truss, que foi nomeada ao cargo pela rainha na terça (6), já se pronunciou sobre o comunicado do palácio de Buckingham. "Todo o país está profundamente preocupado", declarou. "Meus pensamentos estão com ela e sua família neste momento".

O líder da oposição do país, Keir Starmer, também se pronunciou e disse torcer pela recuperação da monarca.

No poder há 70 anos, a rainha Elizabeth II vinha apresentando problemas de saúde nos últimos meses e, por conta disso, desmarcando ou adaptando uma série de eventos oficiais.

O mais recente deles foi a cerimônia de nomeação da nova primeira-ministra britânica, Liz Trus, na terça-feira (6). Na ocasião, Elizabeth II transferiu, pela primeira vez na história, a cerimônia para o palácio de Balmoral, onde ela estava. Até então, todos os premiês anteriores haviam sido nomeados no palácio de Buckingham, em Londres.